Pensando Juntos

A Pauta do Amanhã

Antever cenários, identificar oportunidades, e apontar caminhos inovadores para gerar qualidade de vida, é a nossa missão

 

 

Quando Hitler decidiu invadir a Austria, chamou seu time de primeira linha, e determinou a data da invasão.

Aliás, me permitam dizer que sem os seus apoiadores diretos, Hitler não  teria sido Hitler.

Nesse momento seu homem da guerra, um dos seis mais próximos dele,  Wilhelm Keitel preparou um plano incrível. Os soldados alemães com uma farda impecável. Uma farda de grife. Que impunha respeito.

O plano era: – Os soldados alemães simplesmente entrariam marchando pela fronteira da Austria.

Bem diferente de ver um soldado mal arrumado, calça caindo, sujo e gordo com um revolver vagabundo na mão.

Ao mesmo tempo o homem da propaganda, Joseph Goebbels, fez circular notícias  nas radios e jornais, que radicais na Austria estavam traindo e atacando o exército austríaco e por isso os soldados alemães iriam apoiar os soldados austríacos.

Quando os soldados alemães entraram na Austria impecáveis e marchando foram saudados com aplauso, nas ruas e praças, pela população e pelos próprios soldados austríacos.

Hitler invadiu e dominou a Austria sem dar um único tiro. Como todos sabem, não parou por ai.

Na guerra das narrativas de hoje, a verdade foi esquecida. De acordo com os interesses do grupo ou de quem paga é que as “notícias” são escritas e distribuídas.  Decidir qualquer coisa (comprar, vender, investir, escolher cursos, votar e muitas outras coisas) que terão impacto sobre sua vida ou carreira apoiado nas “noticias” transformou-se em atividade de alto risco.

Boa sorte.

30 nov 2021 - jornalista@paulosergiorosa.com